Elaboração e Modelos do Fluxo de Caixa

A fase de elaboração do fluxo de caixa é o momento mais importante, pois será escolhida a metodologia, será desenvolvido o sistema e o modelo de fluxo de caixa e também coletadas todas as informações necessárias, uma vez que o resultado é dependente da disponibilidade e da qualidade das informações existentes na empresa.

Zdanowizc (2004) relata que para realizar um fluxo de caixa é importante obter algumas informações preliminares de diversos departamentos, setores, seções da empresa, de acordo com o cronograma anual, mensal ou diário de ingressos e desembolsos, remetido ao departamento ou gerência financeira. Para Zdanowizc (2004) a elaboração do fluxo de caixa deve conter dados e estimativas como, por exemplo:

• Projeções das vendas: prováveis proporções entre as vendas á vista e as vendas á prazo;
• Estimativas de compras e condições dadas pelos fornecedores;
• Determinar um espaço de tempo de acordo com a necessidade, tamanho, organização da empresa e ramo de atividade;
• Avaliação da entrada e saída de caixa de acordo com o período pré-determinado.

Para Padoveze (2000), a administração diária do fluxo de caixa é um elemento vital ao setor financeiro que passa as informações para o setor da tesouraria, através dos computadores que possibilitam uma perfeita interação entre eles. Já o fluxo de caixa mensal relaciona-se com os movimentos mensais e é de extrema importância para acompanhar os recursos da empresa, o balanço patrimonial e finalmente demonstrar os resultados.

Veja Tambèm:

Você pode deixar um comentário, ou fazer um trackback de seu próprio site.

Deixe um Comentário